Por conta do surto do novo coronavírus no Brasil, com mais de 18 mil casos e 890 mortes confirmadas, as competições de futebol foram realizadas por tempo indeterminado. A recomendação do Ministério da Saúde é para que a população siga o isolamento social, mas alguns jogos de torneios estaduais deverão começar primeiro e com os portões fechados.

A informação foi confirmada pelo secretário da CBF, Walter Feldman, que concedeu uma entrevista à coluna Marília Ruiz no site do UOL Esporte. O dirigente da entidade destacou que os jogos deve retornar primeiro, mas sem a presença da torcida.


“Trabalhamos com muitos cenários. Mas é inegável que as situações diferentes nos países e nos Estados apontam para isso (retomar pelos Estaduais) e, possivelmente, com portões fechados. Temos é que ter calma, seguir as orientações do Ministério da Saúde. Agora é isso. Estamos envolvidos em projetos sociais para ajudar a comunidade durante a pandemia. O futebol pode ajudar. Também acabamos de formatar um grupo de médicos, o melhor grupo possível, para estudar o caso e nos ajudar na formatação de uma política e também recolher os números da Covid-19 no futebol”, diz.

Além disso, Feldman também revelou que a CBF está em contato com os poderes do Judiciário, Legislativo e Executivo, para que os prejuízos enfrentamos pelos times possam ser reduzidos.

“Estamos em contato com todos os poderes para ajudar o futebol. Já finalizamos um documento com algumas demandas que amenizariam as perdas dos clubes, como o caso do não pagamento das parcelas do Profut no período. Estamos falando também com o Legislativo e o Judiciário para algumas medidas que possam beneficiar à volta do futebol”, destacou.






Site: MeuSport 13/04/2020.