Jogadores não aceitam redução salarial e pedem aos clubes férias de 30 dias remuneradas