Voltando a apresentar um futebol lento e desorganizado, Sport é derrotado em casa pelo o Fluminense

por em 23/07/18 às 7:35




O recesso para a disputa da Copa do Mundo parece não ter feito bem ao Sport, que vai perdendo a gordura que fez antes da disputa do Mundial. Em noite inspirada do atacante Pedro, o Leão foi derrotado por 2×1, neste domingo (22), para o Fluminense, em plena Ilha do Retiro. No dia que marcou o lançamento do novo padrão leonino, a equipe leonina acabou perdendo a invencibilidade dentro de casa neste Brasileiro, com dois gols marcados por Pedro, atual artilheiro da Série A. Com o resultado, os rubro-negros caíram da nona para a décima colocação. Agora, serão dois jogos fora de casa para o Leão, contra Vitória e Flamengo.

Com a bola rolando, o jogo começou sonolento. Ruim para o Sport, que como mandante da partida carregava uma pressão para tomar a iniciativa da partida. Com uma marcação baixa, o Leão sofreu um duro golpe aos 17 minutos. Após cruzamento rasteiro da direita, Pedro pegou de primeira e acertou o canto de Magrão, com a bola ainda tocando na trave antes de entrar.

O placar aberto na Ilha do Retiro enfim acordou o Leão, que apenas dois minutos depois conseguiu chegar ao empate. Em lance dentro da área, Rafael Marques tentou colocar cruzado, mas Júlio César espalmou para a frente e Gabriel aproveitou o rebote e tocou para o fundo do gol. Tentando acordar de vez no jogo, o Sport quase virou o jogo logo aos 27 minutos, mas Júlio César fez grande defesa em cabeçada de Fellipe Bastos. Sem qualidade com a bola no pé, as bolas paradas continuaram sendo a grande arma dos rubro-negros. Aos 44 minutos, Michel Bastos cobrou escanteio direto no gol e a bola parou no travessão.

Na etapa final, o Sport voltou a cochilar. Sorte dos mandantes que Pedro não estava mais afiado. Em duas grandes chances, o atacante do Fluminense desperdiçou praticamente sem marcação. Numa dela, a bola passou raspando a trave de Magrão. Sem conseguir potência ofensiva, o treinador leonino, Claudinei Oliveira, arriscou e sacou o volante Fellipe Bastos para acionar o meia Marlone. Na teoria, um time pressionando no ataque era o mínimo, mas na prática muitos erros de passe e pouco efetivo. O castigo veio aos 39 minutos, com o até então apagado Pedro. Após falha grotesca de Ronaldo Alves, o lance acabou em novo cruzamento rasteiro para Pedro, que dessa dez tocou de letra para desempatar a partida e dar a vitória ao Fluminense.

Sport 1

Magrão, Raul Prata, Léo Ortiz, Ronaldo Alves e Sander; Fellipe Bastos (Marlone), Deivid, Michel Bastos, Gabriel e Rogério (Carlos Henrique); Rafael Marques (Andrigo). Técnico: Claudinei Oliveira

Fluminense 2

Júlio César, Léo, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Dodi (Júnior Dutra), Matheus Alessandro e Sornoza (Everaldo); Marcos Júnior (Matheus Alessandro) e Pedro. Técnico: Marcelo Oliveira.

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE).
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC). Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Neuza Ines Back (SC). Gols: Pedro (aos 17 do 1ºT e aos 39 do 2ºT). Gabriel (aos 19 do 1ºT). Cartões amarelos: Fellipe Bastos (Sport). Dodi, Ayrton, Léo, Richard e Sornoza (Fluminense).
Público: 11.119. Renda: R$ 171.585,00.