Em jogo com duas viradas, Sport vence o Atlético-MG e sobe na tabela

por em 30/05/18 às 22:09




Drama, suor e muita chuva. Foi esse o cenário da mais uma vitória dramática do Sport neste Brasileirão 2018. Repetindo o mesmo placar da vitória contra o Palmeiras, no último sábado, o Leão agora passou por cima do Atlético/MG, por 3×2, nesta quarta-feira (30), na Ilha do Retiro. Após sair na frente, o Rubro-negro sofreu a virada, mas reagiu e terminou vencendo o duelo, chegando aos 14 pontos ganhos em oito jogos e conseguindo provisoriamente um lugar no G4.

Dentro de campo, o Sport começou o jogo a todo vapor. Adotando uma marcação sob pressão, o time leonino tentou fazer valer o fator mando de campo para tentar sufocar o adversário no seu campo de defesa. Com um esquema mais ofensivo, com dois volantes apenas e três meias, o Leão conseguia pressionar, mas faltava competência no último passe para criar a jogada. Enquanto isso, o Atlético/MG passava a explorar os contra-ataques puxados, principalmente pelas pontas, com Róger Guedes e Cazares, com Ricardo Oliveira fazendo a função de pivô.

E a primeira grande chance da partida foi justamente do Galo. Em bela jogada pela esquerda, Róger Guedes cruzou para Ricardo Oliveira cabecear e Magrão fazer grande defesa. A resposta rubro-negra veio em forma de gol. Aos 29 minutos, Anselmo deu linda enfiada para Rogério, que driblou Vitor e apenas tocou para o fundo do gol para abrir o placar. No minuto final, Rogério quase marcou o segundo de cabeça.

Na segunda etapa, os papéis se inverteram. Correndo atrás do placar, o Atlético/MG foi quem começou a todo vapor. Logo aos três minutos, Luan aproveitou um cruzamento da esquerda e cabeceou. Magrão e Sander dividiram e a bola sobrou para Cazares, quase na linha, apenas empurrar para o gol e empatar. O gol até acordou o Leão, mas uma bobeira custou caro ao time pernambucano. Em nova descida pela esquerda, explorando bem o lado do improvisado Fabrício, o Galo conseguiu a virada. Após corte da zaga, Gustavo Blanco tocou de costas para o meia da área. Enquanto toda a zaga leonina saiu, Fabrício cochilou e deixou Ricardo Oliveira em posição de finalizar. O veterano não perdoou e virou a partida.

Desta vez, o Sport não apenas acordou como também conseguiu ser mortal. A resposta veio rápida. Após lançamento de Michel Bastos, Rafael Marques fez o pivô e esperou a chegada de alguém. Esse alguém foi Gabriel, que surgiu na entrada da área e chutou para marcar o gol de empate. A bola ainda desviou antes para enganar Vitor. Embalado pela torcida, o Sport foi em busca da virada. E conseguiu com um pênalti marcado após toque de mão do zagueiro Gabriel. Na cobrança, Michel Bastos deslocou Vitor e virou a partida, para explosão geral na Ilha do Retiro. O Galo tentou o empate até o último minuto, mas não conseguiu.

FICHA DO JOGO:
Sport 3
Magrão; Fabrício, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Fellipe Bastos (Deivid) e Gabriel; Rogério (Carlos Henrique), Marlone (Michel Bastos) e Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira.

Atlético/MG 2
Victor; Emerson, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Elias), Gustavo Blanco (Alerrandro), Luan (Matheus Galdezani) e Cazares; Róger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Local: Ilha do Retiro (em Recife). Horário: 19h30.
Árbitro: Wágner do Nascimento Magalhães (RJ). Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Farinha (ambos do RJ).
Gols: Rogério (aos 29 do 1ºT); Cazares (aos 3 do 2ºT); Ricardo Oliveira (aos 20 do 2ºT); Gabriel (aos 22 do 2ºT) e Michel Bastos (aos 26 do 2ºT).
Cartões amarelos: Anselmo, Magrão, Ernando e Fabricio (Sport). Adílson e Matheus Galdezani (Atlético/MG).
Público: 15.605
Renda: R$ 241.945,00