4 estrelas que os treinadores deixaram fora da Rússia 2018

por em 30/05/18 às 6:11




Depois de todos os treinadores terem apontado seus 23 melhores jogadores para representar seus países na Copa do Mundo, muitos grandes nomes foram deixados de fora, alguns por não serem do gosto do técnico, ou porque estão fora de forma ou infelizmente tiveram que sair por causa de uma lesão, como no caso de Dani Alves.

Para a Copa do Mundo da Rússia, alguns nomes dos jogadores omitidos foram mais surpreendentes e controversos do que outros, e neste caso, encontramos alguns que estão em perfeita forma e prontos para jogar, mas não vão se juntar a seus times na maior competição do mundo.

Radja Nainggolan, Bélgica

Com 30 anos e um visual chamativo com um moicano e várias tatuagens, Nainggolan é uma das estrelas da Série A italiana, atuando como meio-campista da Roma. Com o bravo jogo da estrela belga, o clube chegou às semifinais da Liga dos Campeões este ano.

De acordo com o técnico da seleção belga, Roberto Martinez, em uma entrevista coletiva coberta pela Globo, o motivo de sua ausência na lista final é puramente tático, já que na Roma, Nainggolan tem um papel muito importante e a forma de jogar da seleção nacional trabalha de uma maneira diferente, onde outros jogadores tiveram papéis de liderança nos últimos dois anos, e Nainggolan não pode assumir essa posição nos planos do treinador.

Além disso, Nainggolan foi anteriormente relacionado a questões disciplinares ligadas ao fumo e à bebida e omissões às instruções de seus treinadores, levando a Youri Tielemans do Mônaco e Axel Witsel do Tianjin Quanjian como opções para Martinez cobrir sua posição com os Reds.

A respeito da decisão de Martinez por não tê-lo chamado para representar a Bélgica na Rússia, Nainggolan mencionou que sua carreira internacional teria chegado ao fim, apesar de ele sempre ter feito tudo o que podia para representar seu país.

Fonte: Radja Nainggolan via Facebook

Fonte: Radja Nainggolan via Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mario Götze, Alemanha

O jogador de 25 anos do Borussia Dortmund marcou o gol da vitória na Copa do Mundo há quatro anos, mas este ano ele enfrenta uma doença muscular que o levou a perder vários minutos importantes no campo do jogo. De acordo com o técnico da Alemanha, Joachim Löw, não foi a temporada de Götze, e ele não mostrou quais são suas qualidades.

É digno de nota que o treinador Löw decidiu também não chamar o homem que ajudou o gol da vitória na Copa do Mundo, André Schürrle de Dortmund, assim como Emre Can de Liverpool.

Apesar de sua ausência, Die Mannschaft ainda é um dos favoritos para ganhar o torneio em Bumbet, com 18.2% de chances (29 maio de 2018) ao lado do Brasil, devido à grande quantidade de jogadores que estão em suas melhores condições físicas e jogando em um nível superior para substituí-los, como Toni Kroos, Mesut Ozil, Leroy Sané ou Julian Draxler.

Fonte: Mario Götze via Facebook

Fonte: Mario Götze via Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Álvaro Morata, Espanha

O atacante de 25 anos do Chelsea apenas venceu a FA Cup e marcou 11 gols na Premier League nesta temporada, mas depois de um bom começo no time londrino, a forma de Morata caiu notavelmente nos últimos meses.

De acordo com o treinador da Espanha, Julen Lopetegui, incluindo quatro atacantes, não foi a melhor opção, e ele optou por três outros jogadores que tinham ativos diferentes, incluindo Diego Costa, do Atlético de Madrid, Iago Aspas, do Celta de Vigo e Rodrigo de Valência.

Morata não é a única ausência perceptível na lista de Lopetegui, já que Cesc Fàbregas e Marcos Alonso, do Chelsea, e Sergi Roberto, de Barcelona, ​​também foram excluídos este ano, como citado pela ESPN.

Fonte: Alvaro Morata via Facebook

Fonte: Alvaro Morata via Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Joe Hart, Inglaterra

Ele começou 9 dos 10 jogos qualificadores para a Copa do Mundo, e com 31 anos de idade, ele também foi o goleiro titular da Inglaterra nos últimos três torneios internacionais, incluindo a Copa do Mundo de 2014.

Apesar de sua impressionante e constante participação na Seleção Nacional, Hart recentemente perdeu o emprego no Manchester City, foi emprestado ao West Ham e no final da temporada também foi sentado no banco.

Devido a sua recente queda na performance, o técnico Gareth Southgate mencionou que não achava que seria respeitoso pedir a ele para ficar no banco na Copa do Mundo, então ele decidiu não convocá-lo para o torneio, e em seu lugar, Jack Butland do Stoke City e Jordan Pickford do Everton foram nomeados na lista final de Southgate.

No final, os treinadores são os que tomam a decisão final sobre quem vai disputar a Copa do Mundo, pensando no bem-estar coletivo da equipe e com o objetivo de conquistar a Copa. Com os grandes nomes que acabamos de mencionar e alguns dos favoritos dos fãs, uma equipe extra poderia ser montada e competir ferozmente como uma nação independente na Rússia.

Fonte: Joe Hart via Facebook

Fonte: Joe Hart via Facebook