Sport joga bem, sufoca o Botafogo, mas cede empate no final

por em 24/04/18 às 9:20




Sob o dilema de que futebol é apenas resultado ou é também rendimento, o torcedor do Sport deixou a Ilha do Retiro, na noite desta segunda-feira (23), com um sentimento confuso. Em grande atuação dos rubro-negros pelo Campeonato Brasileiro Série A, o time acabou parando no goleiro Gatito Fernandez e, na desatenção final, acabou sendo castigado com um empate em 1×1 com o Botafogo, em casa. Controlando todo o confronto, o Leão desperdiçou grandes oportunidades e acabou saindo de campo com um ponto conquistado.

No gramado, algumas poças por conta das fortes chuvas acabaram prejudicando um pouco o espetáculo. Foi uma retenção de água dessas que armou a primeira grande chance da partida. Trabalhando no campo defensivo, o zagueiro Ernando foi enganado por uma poça e Rodrigo Pimpão saiu de frente para Mailson, mas demorou a bater e decidiu arriscar um último drible, sendo desarmado e desperdiçando grande oportunidade. A partir dos 20 minutos o Sport inicia um verdadeiro massacre ao goleiro Gatito Fernandez, grande nome da partida. Com Marlone de um lado e Andrigo do outro, o time leonino conseguia um excelente equilíbrio e balanço, suficiente para confundir os cariocas.

Na primeira oportunidade, Raul Prata cruzou, Gabriel furou e a bola sobrou para Marlone, na linha da pequena área encher o pé para um verdadeiro milagre operado por Gatito. Dois minutos depois, do lado oposto, Sander bateu cruzado, a bola desviou em Brenner e quase enganou o goleiro botafoguense, que conseguiu fazer novamente a intervenção. Com Rogério no ataque, o Sport ganhou muito em mobilidade. E mesmo sem ser a sua característica, tentou quebrar um galho como referência, quase marcando num lance de cabeça. No final, Gatito ainda salvou novamente, em chute de Gabriel.

Na etapa final, o Sport diminuiu um pouco o ritmo, mas continuou mandando na partida e mais próximo do gol. Novamente com boa movimentação dos meias leoninos, Rogério saiu de frente para Gatito. Com pouco ângulo, bateu no peito do arqueiro alvinegro. Martelando em busca da vitória, Nelsinho Baptista ainda tirou o volante Neto Moura para a entrada do atacante Hygor, mas foi outro atleta acionado no segundo tempo que, enfim, conseguiu superar Gatito. Em jogada individual, Everton Felipe chutou de fora da área e marcou um belo gol, abrindo o placar.

Quando tudo se encaminhava para a primeira vitória leonina no Brasileiro Série A, Rodrigo Lindoso aproveitou os oito minutos dados de acréscimos pelo árbitro e também um cruzamento rasteiro e decretou o empate em 1×1, para decepção dos rubro-negros.

FICHA TÉCNICA:
Sport 1
Mailson; Raul Prata, Ernando, Ronaldo Alves e Sander; Anselmo, Neto Moura (Hygor), Andrigo (Everton Felipe), Gabriel (Fellipe Bastos) e Marlone; Rogério. Técnico: Nelsinho Baptista.

Botafogo 1
Gatito Fernandez; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gílson; Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha, Matheus Fernandez, Leonardo Valencia (Ezequiel) e Rodrigo Pimpão (Pachu); Brenner (Kieza). Técnico: Alberto Valentim.

Local: Ilha do Retiro (em Recife).
Árbitro: Rafael Traci (PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR).
Gols: Everton Felipe (aos 40 do 2T) e Rodrigo Lindoso (aos 47 do 2T). Cartões amarelos: Neto Moura (Sport). Rodrigo Pimpão, Gustavo Bochecha e Igor Rabello (Botafogo).
Público: 7.083. Renda: R$ 101.020,00.