Estreias não funcionam e Sport é goleado pelo América-MG pelo Brasileirão

por em 16/04/18 às 12:07




Um cartão de visitas desastroso. Assim como em 2016 e 2017, o Sport estreou no Campeonato Brasileiro 2018 com derrota. Desta vez, o algoz foi o América/MG, que bateu o Leão por 3×0 na manhã deste domingo (15). Com três semanas para treinar, os pernambucanos não mostraram nenhuma evolução. Entrando em campo com três volantes, o treinador Nelsinho Baptista não conseguiu encaixar a equipe, falhando tanto na defesa como no ataque. O próximo jogo leonino é no dia 23 (segunda-feira), contra o Botafogo. Em crise, os rubro-negros vão em busca da primeira vitória na elite nacional.

E ser a primeira impressão é a que fica, o torcedor do Sport pode ficar preocupado com o restante do Brasileirão. Em 45 minutos, o Leão conseguiu tomar três gols de um provável candidato ao rebaixamento e dar apenas um chute a gol. Chamar de desastroso será até um elogio. Com apenas 44 segundos, o América já conseguiu abrir o placar. Em falha da zaga em bola aérea, a zaga leonina assistiu Rafael Moura tocar de cabeça para Serginho, também de cabeça, escorar para o gol em saída lenta de Agenor.

O gol deu uma acordada leve nos pernambucanos. Porém, com três volantes na escalação titular o time ficava travado para tentar um empate. Em chute de fora da área, Fellipe Bastos  foi responsável pela única finalização do time no primeiro tempo, com a bola passando perto do gol. Sem competência no sistema ofensivo, o Leão também mostrou fragilidade na parte defensiva. Em cruzamento rasteiro, aos 36 minutos, Agenor falhou novamente e Carlinhos completou para o gol, ampliando o placar. Aos 40 se transformou em baile. Em rápido contra-ataque, Serginho desceu com velocidade e fuzilou cruzado para fazer 3×0.

Na etapa final, o treinador Nelsinho Baptista voltou a campo com duas alterações. Corrigindo os erros de escalação, ele sacou Ferreira e Cláudio Winck para as entradas de Gabriel e Sander, abrindo mão do esquema com três volantes. As alterações surtiram efeito e logo nos primeiros minutos o Sport chegou muito perto de descontar. Em chute de Marlone, Andrigo pegou a sobra e perdeu grande chance, chutando no goleiro Jory. Aos 10 minutos, Gabriel deu linda assistência para Andrigo novamente, mas o meia chutou e o zagueiro afastou.

Sem força e competência, o Sport sentiu falta de um camisa 9. Sem André, vendido ao Grêmio, o Leão chegava com perigo, mas não conseguiu fazer o gol. Em chute de fora da área, aos 20 minutos, Gabriel chegou perto, com a bola raspando a trave. Nos minutos finais, o Coelho administrou o resultado e garantiu a vitória de forma tranquila.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA/MG 3

Jory; Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Christian (Zé Ricardo), Juninho e Serginho (Wesley); Luan (Gérson Magrão), Aylon e Rafael Moura. Técnico: Enderson Moreira

SPORT 0
Agenor; Cláudio Winck (Sander), Léo Ortiz, Ernando e Raul Prata; Ferreira (Gabriel), Fellipe Bastos (Everton Felipe) e Anselmo; Andrigo, Hygor e Marlone. Técnico: Nelsinho Batista.

Local: estádio Independência (Belo Horizonte). Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF). Assistentes: Daniel Henrique Andrade e Ciro Chaban Junqueira (ambos do DF). Gol: Serginho (aos 44 segundos do 1ºT e aos 40 do 1ºT) e Carlinhos (aos 36 do 1ºT). Cartões amarelos: Cláudio Winck e Marlone (Sport). Público: 8.662 Renda: 36.293.