Aposte em Bumbet

Em nova atuação apática, Sport é humilhado pelo o Grêmio em Porto Alegre

por em 03/09/17 às 7:57

Duas semanas de folga na tabela e o resultado foi uma humilhante goleada sofrida para o Grêmio, neste sábado, por 5×0, em Porto Alegre. Esse foi o Sport, comandando por Vanderlei Luxemburgo, que também teve grande parcela de culpa. Em atuação vexatória, o Leão não chegou a assustar em nenhum momento, sendo completamente dominado nos 90 minutos. Com o resultado, os rubro-negros caem para a 11ª posição, com 29 pontos e perdem a chance de voltar para o G6.

No gramado, nem mesmo a necessidade de quebrar o jejum e reencontrar as vitórias foi suficiente para que o Sport conseguisse enfim voltar a ter uma boa atuação. Pelo contrário, o time parecia não ter entrado em campo na primeira etapa. Irreconhecível, o time pernambucano não conseguia assustar no ataque e assim deixava o confronto muito cômodo para os gaúchos, que aos poucos foram se soltando. Na primeira grande chegada, aos 19 minutos, Fernandinho foi derrubado por Ronaldo Alves na frente da área. Na cobrança, Edilson mandou um foguete sem chance para Magrão: 1×0. A bola passou numa brecha dada por Rithely, que virou o corpo na hora da cobrança.

O gol acordou o Sport, certo? Errado. Mais disposto em campo, o Grêmio passou a sufocar o Leão ainda mais. Em chances perdidas por Everton, os mandantes quase ampliaram. Mas , aos 34 minutos não teve jeito. Em linda jogada individual de Edilson, que driblou Sander e Henríquez, Everton se redimiu ao chegar batendo para o fundo do gol: 2×0. Atordoado em campo, os leoninos não conseguiam reagir.

Na etapa final, Luxemburgo deu sinais de que iria corrigir o meio de campo ao colocar Patrick, mas errou ao escolher Anselmo para sair e não Wesley, que visivelmente não estava com o melhor ritmo de jogo. E aos quatro minutos, a primeira finalização perigosa do Sport. Em chute de fora, Wesley bateu com perigo por cima. E foi só. A partir daí o que se viu foi um grande passeio gremista.

Em lance de pura imaturidade, Samuel Xavier fez pênalti em Ramiro. Na cobrança, Fernandinho bateu firme para fazer 3×0. Magrão ainda chegou a tocar na bola. Dois minutos depois, o mesmo Fernandinho recebeu passe pelo alto e cabeceou no cantinho para fazer 4×0. Quando tudo parecia finalizado, Fernandinho ainda deu seu toque final, fazendo boa jogada e tocando para o garoto Dionathã dominar, escolher o canto e sacramentar uma goleada histórica e humilhante no Rio Grande do Sul.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 5
Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro (Dionathã), Fernandinho e Léo Moura (Patrick); Everton (Beto da Silva).
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT 0
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Henríquez e Sander; Anselmo (Patrick), Rithely, Wesley (Lenis), Diego Souza e Osvaldo (Everton Felipe); André.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: Arena do Grêmio (Porto Alegre).
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO).
Gols: Edilson (aos 19 do 1ºT) e Éverton (aos 34 do 1ºT). Fernandinho (aos 22 do 2ºT e aos 24 do 2ºT) e Dionathã (38 do 2ºT).
Cartões amarelos: Cortez (Grêmio). Ronaldo Alves, Samuel Xavier, Diego Souza e Sander (Sport).
Público: 19.295. Renda: 595.667,00.