Aposte em Bumbet

Em jogo apático Sport não sai do zero contra a Ponte e tropeça mais uma vez dentro de casa

por em 15/08/17 às 10:20

O Dia dos Pais não reservou muitas alegrias aos que foram à Ilha do Retiro neste domingo (13). Ao menos para os rubro-negros. Em duelo morno, Sport e Ponte Preta empataram em 0x0. O resultado deixou o Leão com 29 pontos, na quinta posição da Série A. No próximo domingo (20), o escrete vermelho e preto encara o Cruzeiro, em Minas Gerais.

Confira os melhores momentos aqui.

O começo da partida deixou uma impressão ambígua. Mesmo sendo a visitante, a Ponte Preta parecia que estava em casa. Aguda, incisiva e intensa. Do outro lado, o Sport passava a imagem de time que entrou em campo preparado para um amistoso, jogando de forma sonolenta e preguiçosa.

Desta feita, natural que a Macaca tivesse logo a melhor chance de abrir o placar. E com apenas um minuto de jogo Lucca entrou em diagonal com liberdade na área rubro-negra. Magrão saiu fechando o gol e evitou uma surpresa indesejada para a torcida na Ilha do Retiro.

O Leão demorou 15 minutos para despertar e, de fato, entrar na partida. Desse momento em diante, o domínio foi dos mandantes. As ações do jogo passaram a ser dos donos da casa. Entretanto, havia um problema. No meio-campo, Rithely errava passes em demasia e Diego Souza mostrava ritmo lento.

Assim, os rubro-negros passaram a apostar na velocidade pelas pontas, com Everton Felipe e Lenis, e nos chuveirinhos para a área. A defesa da Ponte Preta, afastava praticamente todas as bolas pelo chão e Aranha mostrava eficiência nas saídas do gol, contribuindo para o 0x0 ao final do primeiro tempo.

Na etapa final, não havia outra saída ao Sport. Era preciso correr mais, crescer em intensidade. Ainda assim, foi a Macaca quem teve a primeira boa chance. Léo Arthur bateu da quina da área, mas Magrão defendeu sem sustos. A resposta veio em seguida, quando André exigiu reflexos rápidos de Aranha.

Em pouco tempo, Sport retomou o controle do jogo. Raul Prata levou perigo com um cruzamento que quase entrou direto no gol. Diego Souza chegou perto duas vezes de balançar as redes. Primeiro, em uma cabeçada. Depois, cobrou uma falta com categoria, mas a bola explodiu no travessão.

Os minutos finais foram de correria. O Sport tentava abrir o placar na base da força e da raça. Já a Ponte Preta apostava no contra-ataque e assustou em dois chutes de longe. Um com Léo Arthur e outro com Lucca, mas ambos foram para fora.

FICHA DO JOGO

SPORT 0
Magrão; Raul Prata, Henriquez, Ronaldo Alves e Mena; Patrick (Anselmo), Rithely (Thallyson), Everton Felipe, Diego Souza e Lenis (Juninho); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PONTE PRETA 0
Aranha; Jeferson, Rodrigo, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Jadson (Wendel), Jean Patrick (Saraiva) e Léo Arthur; Lucca e Maranhão (Nino Paraíba). Técnico: Gílson Kleina

Local: Ilha do Retiro
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden – RS (CBF).
Assistentes: Jose Eduardo Calza – RS (CBF) e Mauricio Coelho Silva Penna – RS (CBF)
Cartões amarelos: Lucca (PP), Thallyson (S)
Público: 12.967. Renda: R$ 264.169,00