Sport perde para o Huracán e está eliminado da Copa Sul-americana

por em às 1:15




O Sport até começou bem, trocando passes com tranquilidade e criando chances de gol, mas na volta do intervalo a equipe caiu de rendimento e foi castigado com a derrota pelo placar de 3 a 0 para o Huracán. Os gols time argentino foram marcados por Bogado e Ramón Abila (2x).

Com a derrota na noite desta quarta-feira (30), o Leão se despede da competição internacional nas oitavas de final e agora foca exclusivamente na Série A.

O próximo desafio do Sport é neste sábado (03), diante do Internacional, ás 18:30, na Arena Beira Rio. O jogo será válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

spo_huracan_770

(Foto: AFP/Divulgação)

Primeiro Tempo

A primeira finalização da partida foram dos donos da casa. Aos sete minutos, Espinoza recebeu lançamento na área e bateu de primeira por cima do gol rubro-negro.

A resposta do Sport veio de fora rápida. Aos 11 minutos, Diego Souza mandou na área, a zaga argentina se atrapalhou e entregou a bola nos pés de Marlone, que bateu em cima do goleiro e perdeu uma grande chance de marcar.

O Leão voltou a chegar ao ataque aos 23 minutos. Em cobrança de falta, Marlone mandou na área e Durval desviou de cabeça, para fora.

A zaga do Sport que estava bem na partida, quase entregou um gol ao Huracán. Aos 24, Régis recuou mal, e a bola sobrou para Montenegro, que na cara do gol bateu forte, mas a bola desviou em Matheus Ferraz e foi para fora.

A pressão dos argentinos aumentava e aos 30 minutos, Toranzo cobrou falta na área e Montenegro foi travado pela zaga rubro-negra, no rebote, Ramón Abila mandou para o gol, mas a bola foi desviada para linha de fundo.

Aos 41, o Leão por pouco não chegou ao primeiro gol. Renê mandou na área e André tentou o cabeceio, mas errou e furou.

Antes de terminar a primeira etapa, o juiz da partida decidiu expulsar o treinador do Sport, Paulo Roberto Falcão.

Segundo Tempo

Logo no começo da segunda etapa, aos dois minutos, o Sport já havia sofrido seu primeiro gol. Após contra-ataque, Espinoza lançou Ramón Abila, que dominou na grande área e tocou na saída de Danilo Fernandes.

Em cima, o Huracán tentou marcar mais um aos quatro minutos. Mauro Bogado arriscou de fora da área e quase acertou o ângulo, assustando Danilo Fernandes.

Aos sete minutos, não deu para evitar o segundo gol do Huracán. Após cobrança de falta, Mauro Bogado pegou uma sobra fora da área e mandou forte, a bola foi morrer no canto direito do arqueiro rubro-negro.

Aos 12, a equipe argentina perdeu uma grande chance para aumentar o marcador. Ramón Abila recebeu na cara do gol e bateu, Danilo Fernandes defendeu e salvou o Leão.

Só aos 22 minutos, o Sport chegou ao ataque em jogada trabalhada. Após troca de passes, Élber passou para Renê, que tentou bater de direita e furou a bola, deixando fácil para o corte da zaga adversária.

De tanto insistir, o Huracán conseguiu achar seu terceiro gol. Aos 27 minutos, Espinoza cruzou na área, Ramón Abila subiu e cabeceou forte, Danilo Fernandes deu rebote e o próprio atacante argentino mandou para as redes de perna direita.

A situação do Sport se complicou ainda mais aos 28 minutos, quando Ferrugem fez falta dura em seu marcador e recebeu o cartão vermelho.

Com um a mais, os espaços se abriam para o Huracán, que seguia criando oportunidades de aumentar o marcador. Aos 31, Espinoza recebeu na grande área e bateu de primeira, por cima do gol.

Já no fim, aos 42, o Leão teve outro jogador expulso, o volante Wendel.

Ficha do Jogo – Huracán 3×0 Sport

Huracán: Díaz; San Román, Nervo, Mancinelli e Balbi; Bogado, Vismara, Espinoza, Toranzo (Villaruel) e Montenegro (Distéfano); Abila. Técnico: Eduardo Domínguez.

Sport: Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e René; Rithely (Élber), Wendel, Diego Souza, Régis (Maikon Leite) e Marlone; André. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Competição: Copa Sul-americana (Oitavas de Final – 2º jogo).

Local: Estádio Tomás Adolfo Ducó “El Palácio”, em Buenos Aires (Argentina).

Árbitro: Julio Quintana (Paraguai).

Assistentes: Rodney Aquino e Carlos Caceres (Ambos do Paraguai).

Gols: Ramón Abila, aos dois minutos do segundo, Bogado, aos oito minutos do segundo e Ramón Abila, aos 27 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Bogado, Villaruel, Toranzo (Huracán); André, Régis e Rithely (Sport).

Cartões vermelhos: Wendel e Ferrugem (Sport).