Sport sofre gol irregular e fica no empate diante do Santos

por em 06/09/15 às 22:10




Na noite deste domingo (06), o Sport recebeu o Santos, na Ilha do Retiro, buscando encerrar uma série de 8 jogos sem vitórias no campeonato brasileiro. Mesmo jogando melhor, o Leão ficou no empate em 1 a 1 com a equipe paulista. O gol leonino foi marcado por André, para o Peixe anotou Ricardo Oliveira.

Mesmo com o novo tropeço o Sport se manteve na 10ª colocação, somando 33 pontos.

O Sport volta a entrar em campo quinta-feira (10), contra o Goiás, ás 19:30, no Serra Dourada. O jogo será válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

O jogo

Precisando da vitória para encerrar o jejum, o Sport começou pressionando o Santos, porém sem levar muito perigo. Mas com pouca velocidade o Leão esbarrou na marcação do time santista.

Explorando os erros defensivos do Leão, o alvinegro foi para cima e, na base da insistência, conseguiu furar o bloqueio e abriu o placar. Depois de cruzamento de Rafael Longuine, David Braz subiu bem e cabeceou, mas o goleiro Danilo Fernandes cortou em um milagre. Na sobra, Ricardo Oliveira – que voltava de impedimento e estava em posição irregular – mandou para o gol.

622_55a92677-5401-3759-ba5e-be89714a7094

(Foto: ESPN/Divulgação)

Sentindo o golpe dentro da Ilha do Retiro, Eduardo Baptista resolveu dar novo gás ao ataque, ao colocar o meia Régis no lugar do volante Wendel. A mudança fez o time ser mais incisivo e se mostrar mais disposto, alcançando o empate e empolgando a torcida. Marlone deu um passe com perfeição na pequena área para André, que tocou na saída de Vanderlei e deixou tudo igual.

Com a presença do camisa 10, os pernambucanos seguiram fortes e pressionando e ficando com mais ímpetos, contudo sem arrematar em direção à meta santista. Os paulistas voltaram a ficar acuados e sem criatividade para sair da pressão, sustentando a igualdade até o intervalo.

Para a etapa final, Eduardo resolveu mexer na equipe, mesmo sem alterar a estrutura tática. Maikon Leite, que foi pouco produtivo e efetivo nos 45 minutos iniciais, deu vaga a Samuel. A modificação deixou o Leão mais ofensivo, chegando com determinação ao ataque. O próprio Samuel foi derrubado na pequena área, mas a arbitragem nada marcou.

Seguindo em busca da virada, o rubro-negro foi para cima, mas sem muita eficiência na conclusão das jogadas. Com força e vontade dos homens de frente, os donos da casa tiveram duas boas oportunidades para marcar pela segunda vez na partida. A primeira veio com o centroavante André, que arriscou de longe e levou perigo, passando próximo à meta. Pouco tempo depois, o meia Régis aproveitou bem o rebote do corte errado no escanteio e arriscou de primeira, mas o lateral Zeca afastou o perigo.

Seguindo forte, os anfitriões chegaram ainda mais perto do segundo tento, aproveitando que os santistas estavam acuados. Régis lançou com qualidade para o camisa 90, que mandou colocado e acertou o travessão. Percebendo os ímpetos dos mandantes, os visitantes foram para cima visando superar as dificuldades encontradas e assustaram.

No primeiro lance, Renê cortou mal e a bola caiu livre com Ricardo Oliveira, que chutou em cima do camisa 1. Na sobra, Gabriel ficou sem marcação, mas isolou. No minuto seguinte, o mesmo Gabigol saiu em velocidade e tentou marcar o gol da vitória a favor dos alvinegros, mas sem qualidade, fazendo o placar terminar igualado.

Ficha do Jogo – Sport 1×1 Santos

Sport: Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Régis), Marlone, Diego Souza (Hernane Brocador) e Maikon Leite (Samuel); André. Técnico: Eduardo Baptista

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz; David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Rafael Longuine (Serginho) e Marquinhos Gabriel (Neto Berola); Gabriel (Leandro) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

Competição: Campeonato Brasileiro da Série A (23ª rodada).

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG).

Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Celso Luiz da Silva (Ambos de MG).

Gol do Sport: André, aos 26 minutos do primeiro tempo.

Gol do Santos: Ricardo Oliveira, aos 20 minuto do primeiro tempo.

Cartão amarelo: Matheus Ferraz (Sport).

Público: 7.308.

Renda: R$ 158.430.