Magrão cresce nos pênaltis e Sport passa as semifinais do Nordestão

por em às 16:18




Em jogo nervoso e cheio de emoções, o Sport contou mais uma vez com Magrão para garantir classificação para as semifinais do Nordestão. No tempo normal, o Leão venceu por 1 a 0, com gol de Samuel, como tinha perdido no jogo da ida pelo mesmo placar, o duelo foi para as cobranças de pênalti.

Preparado para as cobranças, os leoninos cobraram quatro pênaltis e converteram as quatro, com Diego Souza, Samuel, Élber e Vitor. Já o Fortaleza cobrou quatro, marcou dois com Lima e Everton, e perdeu outros dois, com Cassiano que mandou para fora e Corrêa, que parou no paredão do Sport, Magrão.

Na semifinal, o Sport encara o Bahia, que passou pelo Campinense. O primeiro duelo será na Ilha do Retiro e a vaga será decidida na Arena Fonte Nova, entre os dias 08 e 12 de Abril.

Primeiro Tempo

O primeiro lance de perigo de lance do jogo foi dos visitantes. Aos quatro minutos, Pio recebeu de fora da área e arriscou, a bola fez uma curva e passou perto da trave de Magrão.

O Sport respondeu aos 14 minutos. Após cobrança de escanteio, Ewerton Páscoa cabeceou forte, Deola soltou a bola, que quase entra para as redes, mas a zaga tricolor afastou.

Aos 28, por pouco o Sport não abriu o marcador. A zaga se atrapalhou e a bola sobrou para Wendel, que viu Deola adiantado e mandou de cabeça, a bola ia entrando, mas a zaga conseguiu cortar no limite.

Aos 45 minutos, o rubro-negro teve sua última chance antes do intervalo. Mike fez boa jogada pela direita e passou na pequena áre apara Élber, que chegou batendo e a bola passou raspando a trave de Deola.

Segundo Tempo

Na volta para a segunda etapa, o treinador rubro-negro, Eduardo Baptista mandou a campo o atacante Samuel, na vaga de Mike, que não estava bem no jogo.

Aos sete minutos, o Sport abriu o marcador. Diego Souza recebeu no meio de campo e lançou para Samuel, que ganhou em velocidade para a zaga adversária, deu um toque sútil de cabeça para driblar Deola e mandou para as redes.

Aos nove, o Leão quase marcou o segundo, novamente com Samuel. O atacante recebeu pela esquerda e bateu colocado, a bola desviou na zaga e explodiu no travessão.

Cansado no jogo, o Sport não conseguia manter o mesmo ritmo do começo do jogo. Mais inteiro na partida, o Fortaleza chegava com velocidade, mas parava nos cortes de Durval e Páscoa.

Aos 36, o Sport tentou ampliar com Élber, que fez boa jogada na entrada da área e bateu forte, Deola se esticou todo e espalmou o chute.

Aos 40 minutos, Élber recebeu pela esquerda e ganhou e velocidade, quando ia entrar sozinho na área, Vinicius Hess puxou o atacante leonino e foi expulso.

Na cobrança de falta, Diego Souza bateu com categoria e a bola passou raspando trave da torcida. Boa parte dos torcedores gritaram gol, pois a bola balançou as redes do lado de fora.

Aos 44, o Fortaleza quase complicou a vida do Sport. Corrêa foi lançado em profundidade, mas Magrão saiu do gol e conseguiu cortar com um lindo carrinho. No lance seguinte, Auremir, que já tinha amarelo, entrou de forma criminosa e Régis e também foi expulso de campo.

Aos 49 minutos, o juiz encerrou a partida que foi para os pênaltis. O Leão teve um aproveitamento muito bom e venceu o Fortaleza por 4 a 2, com um pênalti defendido por Magrão.

Ficha do Jogo – Sport (4) 1×0 (2) Fortaleza

Sport: Magrão; Vitor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Rodrigo Mancha), Diego Souza e Élber; Mike (Régis) e Joelinton (Samuel). Técnico: Eduardo Baptista.

Fortaleza: Deola; Tinga, Lima, Adalberto e Wanderson (Vinícius Hess); Pio (Cassiano), Corrêa, Auremir e Éverton; Maranhão (Daniel Sobralense) e Lúcio Maranhão. Técnico: Marcelo Chamusca.

Competição: Copa do Nordeste (Quartas de final).

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB).

Assistentes: Luis Filipe Gonçalves e Oberto da Silva Santos (Ambos da PB).

Gols: Samuel, aos sete minutos do segundo tempo para  Sport.

Cartões amarelos: Hercules, Lucio Maranhão, Auremir, Wanderson, Lima e Adalberto (Fortaleza); Wendel, Diego Souza, Ewerton Páscoa e Renê(Sport).

Cartões vermelho: Vinícius Hess e Auremir (Fortaleza).

(Texto: Fillipi Torres|Foto: Sport/Divulgação)