Sport empata com Coruripe e segue mal no Nordestão

por em às 9:14




Na sua volta a Ilha do Retiro, o Sport não foi bem e apenas empatou sem gols com a limitada equipe do Coruripe. Mesmo com um quarteto ofensivo, com Régis, Élber, Diego Souza e Samuel, o placar não mudou e o Leão ainda deu espaços para que o adversário chegasse com perigo.

Com o empate, o Sport segue na lanterna do Grupo B da Copa do Nordeste, com apenas um ponto conquistado. Já o Coruripe somou o seu segundo ponto e é o vice-líder da chave.

O Leão já volta a campo nesta sexta-feira (13), pelo Campeonato Pernambucano, diante do Salgueiro, no Cornélio de Barros. Com a maratona de jogos, a tendência é que Eduardo Baptista escale uma equipe reserva para esse confronto.

Primeiro Tempo

O Leão até começou chegando com mais perigo, e aos sete, Vitor recebeu de Régis e de frente pro gol, bateu em cima de Carlos.

Aos 20, outra chegada com perigo do Sport, desta vez com Rithely, que arriscou de fora da área e a bola passou raspando o travessão do adversário.

A primeira grande chance do Coruripe veio aos 29 minutos, quando Casagrande recebeu na grande área, girou e bateu forte, à direita de Magrão.

Aos 36, o Leão teve uma das melhores chances de marcar. Vitor cruzou pela direita, Samuel não alcançou a bola, que bateu na zaga e quase entrou, mas Carlos defendeu a queima roupa.

Sem espaços para chegar a meta do Coruripe, o Leão tentava trocar passes, mas também pecava nesse quesito. Já os alagoanos seguiam bem no jogo e saiam na boa para os contra-ataques.

Segundo Tempo

Na volta para a segunda etapa, o treinador rubro-negro, Eduardo Baptista realizou duas mexidas. Sacou os meias Diego Souza e Élber, para as entradas de Mike e Joelinton.

A primeira boa chance do segundo tempo foi do Sport. Aos cinco minutos Samuel fez boa jogada pela esquerda e cruzou na área, Vitor chegou em velocidade, mas cabeceou em cima de Carlos, que defendeu.

Aos 10, novamente Vitor chegou bem no ataque leonino, o lateral-direito avançou pela direita da grande área e bateu forte, a bola desviou na zaga e quase encobriu o arqueiro alagoano.

Melhor jogador do Sport, até então, o atacante Samuel sentia dores e teve sua última oportunidade antes de ser substituído. O atacante recebeu cruzamento na grande área e mandou colocado, a bola passou perto da meta do Coruripe.

Aos 19, o Coruripe parou no milagre de Magrão. Tiago Alagoano que tinha acabado de entrar, recebeu sozinho na cara do gol, mas o goleiro rubro-negro salvou e defendeu.

Aos 32, Magrão operou outro milagre para salvar o Sport. A zaga do Leão deu mole, Casagrande ganhou de três defensores e saiu na cara do gol, mas parou na defesa do arqueiro leonino.

A partir daí, o Leão até tentou chegar ao gol adversário, mas o relógio jogava contra o Sport, e o time construía erros em cima de erros.

Aos 34, Vitor mandou na área, a bola iria chegar limpa para Rodrigo Mancha, mas Rithely se jogou na bola e atrapalhou o lance.

A última tentativa do Leão veio aos 39 minutos, mas sem grande perigo. Régis levantou na área, mas a bola passou por todo ataque leonino, antes de sair pela linha de fundo.

Ficha do Jogo – Sport 0x0 Coruripe

Sport: Magrão; Vitor, Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Mancha, Régis, Diego Souza (Joelinton) e Élber (Mike); Samuel (James Dean). Técnico: Eduardo Baptista.

Coruripe: Carlos; Denilson, Jair, Willames José e Antônio Carlos; Léo Maceió e Mazinho e Tiago Lima (Luís Mário); Casa Grande (George) e Ivan (Thiago Alagoano). Técnico: Jaelson Marcelino.

Competição: Copa do Nordeste (Grupo B – 2°rodada).

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN).

Assistentes: Flávio Gomes Barroca e  Jean Márcio dos Santos (Ambos do RN).

Cartões amarelos: Renê e Durval (Sport); Denílson, Léo Maceió e Carlos (Coruripe).

Público: 4.316

Renda: R$ 55.815, 00

(Texto: Fillipi Torres – MeuSport.com|Foto: Guga Matos/Blog do Torcedor)