Sport vence o Nacional-URU e conquista a Taça Ariano Suassuna

por em às 19:17




Em jogo nada amistoso, o Leão se deu melhor e apoiado por mais de 22 mil rubro-negros, venceu o Nacional-URU pelo placar de 2 a 1, na Arena Pernambuco. Os gols do Sport foram marcados pelo estreante Samuel e por Danilo; Durval marcou contra a favor dos uruguaios.

Com a vitória, o Sport conquistou a Taça Ariano Suassuna, que é uma homenagem do clube, para qual o poeta, escritor e dramaturgo torcia.

Primeiro Tempo

A primeira etapa foi fundamental para o time leonino, onde o Leão não tomou conhecimento do adversário e já nos 15 minutos iniciais, a equipe rubro-negra já construía o placar da vitória, por 2 a 0.

Logo aos quatro minutos, o Sport abriu o placar com o recém-chegado, o atacante Samuel. O camisa 9 do Leão, recebeu um bom passe, e na entrada da área, bateu colocado, rasteiro no canto do goleiro Munuá.

Mesmo com pouco tempo de treinamento, o meio-campo rubro-negro, comandando por Régis e Élber, além do atacante Samuel, estiveram bem na partida e 10 minutos depois, o Leão marcou seu segundo gol.

Aos 14, Élber tabelou com Régis e apareceu na entrada da área, o meia leonino bateu forte e a bola explodiu na trave, mas a bola voltou nos pés de Danilo, que só teve o trabalho de empurrar a bola para dentro do gol.

O Leão teve a chance de marcar seu terceiro gol no duelo. Élber foi lançado em profundidade, driblou o arqueiro adversário e ficou sem ângulo, com o gol aberto rolou para Alex Silva, que mandou rasteiro, mas o zagueiro uruguaio tirou em cima da linha.

A resposta do Nacional veio em seguida, quando Arismendi recebeu um lançamento, matou no peito e bateu de primeira, levando muito perigo ao gol de Magrão.

Em nova chegada ao ataque, o Nacional conseguiu diminuir o marcador. Aos 37 minutos, De Pena cruzou da esquerda, Durval tentou cortar o lance, mas mandou contra seu próprio gol, marcando para os uruguaios.

Segundo Tempo

Como era amistoso, os treinadores tinham a opção de fazer até sete alterações. Eduardo Baptista usou bem a regra e logo no intervalo, sacou Neto e Régis para as entradas de Ronaldo e Mike.

Aos 13 minutos, o Nacional teve uma grande chance de empatar o jogo. Em falta perigosa, Ivan Alonso desperdiçou a chance e mandou uma bomba no seu próprio companheiro, que estava na barreira.

No decorrer do jogo, o Sport caiu de produção, com o cansado de alguns atletas e resolveu fazer logo cinco mudanças. Magrão, Samuel, Alex Silva, Elber e Danilo saíram para as entradas de Danilo Fernandes, Joelinton, Vítor, James Dean e Wendel, respectivamente.

Com várias mudanças, os times caíram de rendimento no jogo. O que não caiu foi a vontade e a raça uruguaia, que muitas vezes chegava a ser desleal, tanto que perto do fim, Ivan Alonso que já tinha amarelo, entrou de chuteiras na coxa de Wendel e foi expulso de campo.

Com um a menos, o Nacional não conseguiu ter forças para tentar o empate. Ao Leão restou rodar a bola e administrar o resultado, que terminou mesmo a favor dos leoninos.

Ficha do Jogo – Sport 2×1 Nacional-URU

Sport: Magrão; Alex Silva (Vítor); Durval, Páscoa e Renê; Rithely, Neto (Ronaldo), Danilo (Wendel) e Régis (Mike); Elber (James Dean) e Samuel (Joelinton). Técnico Eduardo Baptista.

Nacional-URU: Munua; Romero, Guillermo de los Santos, José Aja e Díaz; Arismendi, Gonzalo Porras, Carlos de Pena e Ignacio Gonzalez (Barcia); Ivan Alonso e Sebastian Fernandez (Gonzalo Bueno). Técnico: Alvaro Gutiérrez.

Competição: Taça Ariano Suassuna.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE).

Assistêntes: Elan Vieira e Albert Junior (Ambos de PE).

Cartões amarelos: Renê, Rithely e Élber (Sport).

Cartão vermelho: Ivan Alonso (Nacional).

Gols: Samuel, aos quatro minutos e Daniloa, os 14 minutos do primeiro tempo para o Sport; Durval (contra), aos 37 minutos do primeiro tempo para o Nacional.

Público: 22.356

Renda: R$: 547. 250, 00

Fillipi Torres – MeuSport.com