Elenco do Sport se reapresenta de olho no Sul-americano

por em às 17:25




Após pouco mais de 20 dias de férias, o elenco do Sport retorna nesta segunda-feira (12 de maio) aos treinamentos, na Ilha do Retiro. Os trabalhos têm como finalidade preparar o time para a disputa do Campeonato Sul-americano Adulto Feminino de Clubes – 2014, que será realizado entre os dias 22 e 29 de maio, em Quito, Equador. As leoas estão no Grupo A, ao lado de Universidad Católica (Bolívia), La Estancia (Colômbia) e Malvín (Uruguai). O Grupo B está fechado com UTE (Equador), Universidad Austral (Chile), Berazategui (Argentina) e Real Club de Lima (Peru). O Sport é o único representante do Brasil na competição.

Para o Sul-americano e a próxima edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), o Sport fechou a contratação de um reforço de peso para a equipe. A armadora Tainá Paixão, de 23 anos, chega nesta segunda-feira (09 de maio) a capital pernambucana. Às 18h00 (de Brasília), ela será apresentada na Ilha do Retiro durante a reapresentação das demais atletas do elenco.

Por falar em elenco, o Sport vai embarcar para Quito com um grupo um pouco diferente do que terminou a Liga de Basquete Feminino (LBF). As pivôs Fran, Érika e Nádia, a armadora Alex Bentley e as alas Tiffany Heyes e Palmira Marçal não vão defender o Leão. Com exceção de Palmira, que se transferiu para o Americana, e Fran, que foi liberada, todas as demais estão na WNBA. Érika, Nádia e Tiffany só devem voltar para o Leão após o final da competição norte-americana. Fran e Alex não voltam para a próxima LBF.

Com a saída dessas jogadoras, o espaço ficou aberto para as atletas mais novas e que estão cheias de vontade de fazer bonito em Quito. Além de Adrianinha, Gattei, Tati, Iza, Isabela, Sandora e Ingrid, que disputaram a última edição da Liga, vão viajar Tainá Paixão, Thainá Andrade e Domenica. Para comandar a equipe, o técnico Gustavo Estevão, que trabalhou ao lado de Roberto Dornelas nas últimas duas edições da LBF.

Apesar de ser uma competição importante no calendário internacional, o Sport não teve muito tempo para trabalhar a equipe visando o Sul-americano. Isso porque a realização do torneio só foi confirmada no dia 03 de abril, um mês e 20 dias antes do seu início. “Como no ano passado não tivemos o Sul-americano e neste ano ninguém falava sobre o torneio com a certeza da sua realização, não estávamos prevendo a disputa. Mesmo assim acredito que vamos viajar com uma boa equipe para fazer uma boa competição”, declarou Roberto Dornelas.

A forma de disputa do Sul-americano é bem simples. Na primeira fase, os times jogam entre si, em turno único, dentro de suas respectivas chaves. As duas melhores equipes de cada grupo avançam a semifinal, quando ocorre o cruzamento olímpico (1º A x 2º B e 1º B x 2º A). Os vencedores se garantem na grande final.