Basquete feminino de volta aos treinos de olho no Sul-americano

por em às 10:25




Passada a ressaca da perda do título da Liga de Basquete Feminino (LBF) e o descanso merecido das férias, o time do Sport se reapresenta nesta segunda (12/5), na Ilha do Retiro, quando começará novamente os treinamentos visando ao Campeonato Sul-Americano, que será realizado entre os dias 22 e 29 deste mês, em Quito, no Equador. A principal novidade é a chegada da armadora Tainá Paixão, de 23 anos, revelação do Nacional que foi contratada após o término da competição.

Essa não é a única mudança. O Leão embarca para a capital equatoriana com um elenco bem diferente do que foi vice-campeão da LBF. As pivôs Fran, Érika e Nádia, a armadora Alex Bentley e as alas Tiffany Heyes e Palmira Marçal não jogarão o Sul-Americano. Palmira, Franciele e Alex não fazem mais parte do elenco, enquanto Érika, Nádia e Tiffany estão atuando na WNBA.

Além disso, o treinador Roberto Dornelas também não viajará ao Equador, já que estará nos Estados Unidos, para acompanhar os trabalhos do Atlanta Dream, equipe norte-americana, pela qual suas jogadoras atuam. Assim, o Sport será comandado pelo assistente-técnico Gustavo Estevão no Equador.

“Como no ano passado não tivemos o Sul-Americano e neste ano ninguém falava sobre o torneio com a certeza da sua realização, não estávamos prevendo a disputa. Mesmo assim acredito que vamos viajar com uma boa equipe para fazer uma boa competição”, declarou Dornelas.

As rubro-negras estão no Grupo A, ao lado de Universidad Católica (Bolívia), La Estancia (Colômbia) e Malvín (Uruguai). O Grupo B está fechado com UTE (Equador), Universidad Austral (Chile), Berazategui (Argentina) e Real Club de Lima (Peru). O Sport é o único representante do Brasil.

Redação MeuSport
Com informações do Cestinha JC