Sport vence a Chapecoense e consegue a primeira vitória no brasileiro

por em às 21:10




Os mais desavisados, até podiam ficar confusos. Talvez por isso, o alto-falante da Ilha do Retiro avisou, a meio do primeiro tempo: o Sport joga com uniforme em homenagem ao México. E foi vestido de camisa verde, frente ao Verdão catarinense, que o campeão pernambucano estreou diante de sua torcida no retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. Superiores à Chapecoense na etapa inicial, os Leões construíram sua primeira vitória no Brasileirão no primeiro tempo. O 2 a 1 que se verificou ao intervalo permaneceu até o fim da partida. Mais três pontos para o Sport, que chega a quatro na Série A

A Chapecoense se apresentou na Ilha do Retiro com a proposta de se defender e só sair na boa, em contra-ataques. Nos minutos iniciais, o Sport encontrava dificuldades para transpor essa retranca, sem conseguir entrar na área adversária. No primeiro lance em que a linha de passe rubro-negra funcionou, a equipe foi feliz. Aos 11 minutos, Aílton recebeu a bola na entrada da área e encheu o pé. O goleiro Danilo não conseguiu segurar a bomba e deu rebote. Rithely – de volta ao time titular – não desperdiçou, abrindo o placar para o Leão.

Logo após abrir o placar, o Sport tentou pressionar a Chapecoense, que se mantinha fiel à proposta inicial, buscando os contra-ataques. Tranquilo, após o gol marcado, o time leonino envolvia os catarinenses com a velocidade na linha de frente, trocando passes rápidos e criando desequilíbrios na defesa da Chape. À medida que o tempo passava, entretanto, o Leão arrefecia seu ímpeto, baixando o ritmo do jogo. Assim, ficava preso à forte marcação catarinense.

Aos 36, após bola perdida no ataque rubro-negro, a Chapecoense encaixou bom contra-ataque. Tocando a bola, entrou na área leonina e chegou ao empate, com gol de Ricardo Conceição. O Sport, contudo, não deixou a Chape sequer saborear a igualdade. No minuto seguinte, logo em seu primeiro ataque após o empate, o Leão se recolocou em vantagem. Ananias, de fora da área, marcou um golaço. O 2 a 1 que permaneceu até o intervalo.

Segundo tempo

Mesmo sem nenhuma alteração na formação, a postura da Chapecoense em campo foi bem diferente no segundo tempo. A equipe catarinense voltou ao jogo partindo para o ataque, procurando pressionar o Sport. Aos dois minutos, levou o primeiro susto ao Leão, após boa jogada de Régis pelo lado esquerdo da defesa rubro-negra.

Aos poucos, os rubro-negros tentava reequilibrar as ações, procurando dividir a posse da bola. Com o jogo mais aberto, o jogo ganhava em emoção. Mas era a Chapecoense que dava a tônica da partida na etapa complementar e eram dos catarinenses as melhores chances de gol. Apesar de toda a pressão da Chape, o Sport conseguiu segurar a vantagem no placar e chegar à sua primeira vitória na Série A.

Ficha técnica

Sport 2
Magrão; Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Aílton (Érico Junior / 35’ 2º T) e Renan Oliveira (Danilo / 18’ 2º T); Ananias (Felipe Azevedo / 29’ 2º T e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Batista.

Chapecoense 1
Danilo; Ednei, André Paulino, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Wanderson, Diones (Bruno Collaço / 42’ 2º T), Ricardo Conceição (Tiago Luis / 31’ 2º T) e Régis; Leandro e Bergson (Fabinho Alves / 23’ 2º T). Técnico: Gilmar dal Pozzo.

Local: Ilha do Retiro (Recife-PE)
Arbitragem: Francisco de Assis Almeida Filho (CE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Rogério de Oliveira Braga (PI)
Gols: Rithely (aos 11min do 1º T), Ananias (aos 37min do 1º T) (S); Ricardo Conceição (aos 36min do 1º T) (C)
Cartões amarelos: Danilo (Sport); Rafael Lima (Chapecoense)
Público: 13.671
Renda: R$ 216.200,00

Redação MeuSport
Com informações do SuperEsportes
Foto: Blog do Cássio Zirpoli