Sport estreia na Liga Ouro em busca de vaga na NBB 2015

por em às 0:47




O Sport inicia nesta quarta-feira o sonho de disputar a NBB 2015. O Leão estreia na Liga Ouro com o objetivo de conquistar a competição e garantir vaga na maior competição do basquete nacional. O Leão vai disputar o tão almejado acesso contra as equipes do Lins, Rio Claro e Campo Mourão. Três clubes que investiram em jogadores consagrados e que também vão entrar com tudo em busca do título. O primeiro desafio será justamente contra o Lins, atual campeão da divisão de acesso do Campeonato Paulista. O jogo está marcado para as 20h, em São Paulo. Sexta-feira (14), os dois times voltam a se enfrentar mais uma vez em território paulista.

O técnico rubro-negro Ricardo Oliveira vai entrar em quadra com Carioca, Breno, Coutinho, Durval e Amiel. O armador Durval foi destaque na última edição da Liga de Desenvolvimento e o pivô cubano Amiel chega para trazer experiência a um time montado basicamente com atletas sub-22.  “Eu acredito no time. São mais de três meses treinando juntos. O entrosamento fala por último”, disse o Amiel, de 36 anos, não se importando com a idade dos companheiros de equipe.

Sobre o adversário, Ricardo Oliveira é cauteloso. “Um jogador deles, o armador Ismar, foi meu atleta no Brasília. Sei o tipo de jogo dele, mas no geral, os times não se conhecem. Vamos usar essa primeira partida para estudar. O jogo vai ser gravado, teremos um dia para assistir, passar tudo pros atletas. Na sexta-feira será colocado tudo em prática”, disse.

Após os dois confrontos contra o Lins, o Sport enfrenta o Campo Mourão, no Paraná.

Idade pode ser o diferencial do Sport

Ao contrário do que muita gente possa pensar, o fato de o time rubro-negro possuir uma base formada por atletas da categoria sub-22 pode ser o diferencial do Leão na Liga Ouro. O técnico Ricardo Oliveira investiu na base do time que disputou a última edição da Liga de Desenvolvimento e contratou mais oito atletas. Apenas dois elevam a média de idade.

Desde o início do ano, os maiores reforços do Sport foram atletas mais jovens, visando a renovação do basquete brasileiro. Chegaram à Ilha os armadores Carioca, 21 anos, ex-Ginástico, e Guilherme, 20, ex-São Bernardo/SP; os alas Luizinho, 21, ex-Ginástico/MG,e Leandro, 20, ex-Tijuca/RJ; e os pivôs Weslley, 20, ex-Tijuca/RJ e Lucas Jaca, 17, formado pelo próprio Sport, mas que estava no Minas Tênis Clube/MG.

Para equilibrar, um pouco a idade, o técnico Ricardo Oliveira trouxe o cubano Amiel, de 36 anos, que jogou a Super Copa Nordeste pelo Sport, no ano passado. O último reforço do time para a competição foi o pernambucano Rinaldo Mafra, de 27 anos, que estava nos Estados Unidos há seis anos.

Análise do treinador

Lins

Primeiro adversário do Sport na competição. Chega ao torneio com o título de campeão da divisão de acesso do Campeonato Paulista. Contratou quatro jogadores que já disputaram a NBB, como o armador Ismar, ex-Brasília, velho conhecido do técnico rubro-negro Ricardo Oliveira, além do ala Vinícius Teló e dos pivôs Casé e Cleiton Sebastião.

Campo Mourão

Equipe que mais investiu em atletas que já passaram por edições anteriores da NBB. Dos 12 inscritos na Liga Ouro, oito já defenderam alguma equipe de elite do basquete brasileiro. Os destaques são o armador Alexandre Pinheiro, os alas Soró, Castellon, Lima e Paulo Nery, o ala pivô Ricardo Azevedo e os pivôs Eder Araujo e Marcos Hubner.

Rio Claro

Campeão da Copa Sudeste 2013, é o time mais difícil a se bater. Rio Claro tem em seu plantel atletas com larga passagem na NBB, todos sendo destaques. O armador Eric Tatu e o pivô Estevam, ambos ex-Brasília, já foram atletas do comandante rubro-negro. Time paulista também conta com a presença do norte-americano Nafis Ricks.

Redação MeuSport