Sport vence o clássico dos clássicos no basquete e continua sonhando com classificação

por em às 11:43




Sport Club do Recife e Clube Náutico Capibaribe protagonizam uma das maiores rivalidade do esporte brasileiro. E nesta sexta-feira, no Ginásio da Unifor, em Fortaleza, os clubes rivais do Estado do Pernambuco ficaram frente a frente pela LDB 2o13. Melhor para o time rubro-negro, que reverteu o cenário da partida nos dez minutos finais e saiu vitorioso, pelo placar de 74 a 61.

Depois de ficar atrás no placar durante os três primeiros quarto, a equipe da Ilha do Retiro teve uma atuação impecável no último período, com uma expressiva vitória parcial por 24 a 9, e levou a melhor na partida válida pela quinta etapa da competição Sub-22. Com o triunfo, o Sport segue com chances matemáticas de se classificar à fase final do maior campeonato de base do basquete brasileiro.

Uma grande parcela da vitória do time comandado pelo técnico Ricardo de Oliveira ficou por conta do armador Raphael. Com ótimas infiltrações, o jogador foi o cestinha da partida, com 27 pontos, dez deles na parcial final, além de registrar seis bolas recuperadas e seis rebotes. Por sua vez, o ala/pivô Durval dominou completamente as ações no garrafão, apanhou 19 rebotes (11 ofensivos) e ainda marcou 13 pontos.

“Começamos a partida um pouco desatentos na defesa. Nosso jogo tem muita força na saída para os contra-ataques e com uma defesa ruim não estávamos conseguindo imprimir nosso ritmo. Mas no segundo tempo, especialmente no último quarto, subimos nossa defesa, conseguimos dominar os rebotes e tivemos liberdade para fazer os contra-ataques. Depois que passamos à frente, eles não conseguiram reagir mais e conseguimos administrar o jogo para sair com a vitória”, disse o cestinha Raphael.

A virada do Sport veio logo no começo da parcial final. Pedrão saiu muito bem do banco de reservas, Raphael continuou com sua atuação inspirada e a equipe não demorou a mudar o cenário da partida. Sem conseguir voltar para o jogo, o Náutico passar a errar em excesso e não teve forças para segurar o bom momento dos rivais. Prova disso é que o placar do período derradeiro foi de 24 a 9 para os rubro-negros, que ficaram com a vitória e mantiveram o sonho da classificação vivo.

Redação MeuSport