Sport perde para o Vila Velha pela LDB

por em às 16:39




MeuSport.com

Poucos acreditavam, mas o Vila Velha/IVV/Cetaf conseguiu. Dono da 14ª colocação da LDB 2013 antes do início da rodada desta sexta-feira, o time capixaba steve uma ótima atuação na primeira partida do dia no Ginásio da Asceb, em Brasília (DF), e superou o Sport Club do Recife, pelo placar de 77 a 71.

Esta foi apenas a quinta vitória em 12 jogos disputados do esquadrão do Espírito Santo na maior competição de base do basquete brasileiro. Enquanto isso, o clube pernambucano, que soma oito triunfos e ocupava a quinta posição na tabela de classificação, ao lado de Paschoalotto/Bauru e Allianz/Ginástico, conheceu sua quarta derrota no campeonato Sub-22.

Para sair vencedor, Vila Velha contou com uma boa produção ofensiva de cinco jogadores: o ala/pivô Rafael Mauro, autor de 19 pontos, o ala/armador Pedro Pucci, responsável por 15 tentos, e o ala Robson Vesper e o pivô Matheus, com 13 pontos cada.

“Nossa proposta de jogo era fazer com que o jogo fosse igual até o final. A responsabilidade de vitória era toda deles e nós entramos como franco atiradores para esta partida. Conseguimos cumprir tudo o que foi planejado e acho que o time deles sentiu um pouco mais o nervosismo no final do jogo pela necessidade da vitória. Foi aí que demos o bote final e conseguimos a vitória Estou muito orgulhoso dos meninos e muito feliz com este resultado”, comemorou o técnico do Vila Velha, João Victor.

Pelo lado do Sport, o destaque ficou mais uma vez por conta do ala/pivô Durval. Com incríveis 24 rebotes (12 defensivos e 12 ofensivos), o jogador que disputou o NBB5 pelo Cia. do Terno/Romaço/Joinville igualou o recorde do fundamento da história competição, pertencente a Andrezão, do Bauru, que registrou a marca na última temporada, diante do São Luís/MA, no dia 28 de dezembro de 2012. Além disso, o jogador ainda somou 24 pontos e conquistou seu 11º duplo-duplo em 12 partidas disputadas na LDB 2013.

Com um bom começo do pivô Pablo, que converteu todos os seis pontos que tentou durante o primeiro quarto, o Vila Velha largou na frente. Enquanto isso, o Sport não apresentou um bom aproveitamento nos arremessos e teve dificuldades no início da partida. Mesmo com um de seus principais jogadores, o ala Robson Vesper, tendo que ir para o banco de reservas por ter cometido duas faltas, o time capixaba, muito por conta das atuações de João Gabriel e Matheus, conseguiu fechar o primeiro quarto em vantagem: 21 a 15.

Diante de uma defesa por zona dos capixabas, o Sport passou a ter mais tranquilidade e com isso conseguiu melhorar sua produção. Durval e Érick Vierne chamaram a responsabilidade, marcaram juntos 20 dos 22 pontos do Sport no segundo quarto e lideraram a reação da equipe nordestina. Do outro lado, o esquadrão do Espírito Santo não repetiu o bom desempenho ofensivo da primeira parcial e viu os rivais virarem o jogo: o Sport venceu o segundo quarto, por 22 a 13, e colocou 37 a 34 de frente no placar.

Logo no início do terceiro período, o Sport deu mostras de que iria forçar o ritmo e abrir vantagem no placar. Com uma defesa forte e rápidos contra-ataques, a equipe comandada por Ricardo de Oliveira até conseguiu emplacar uma boa sequência e abrir dez pontos de vantagem (48 a 38). Porém, Vila Velha não se intimidou. Dono de um ótimo aproveitamento nas bolas de três pontos – foram cinco acertos em seis tentativas de longa distância durante a terceira parcial –, o time capixaba reverteu o cenário e chegou para os dez minutos finais do confronto com 59 a 57 a seu favor no placar.

Embalado pelo bom final de terceiro quarto, a equipe do Espírito Santo voltou melhor do que os rivais para a parcial final. No embalo de um bom rendimento de Rafael Mauro, autor de dez pontos no último período, o time comandado pelo técnico João Victor colocou dez pontos de vantagem (71 a 61), com pouco mais de quatro minutos para o fim do jogo.

Nos minutos finais do confronto, o Sport até que tentou reverter o cenários, mas não havia mais tempo. Com muita tranquilidade, o time capixaba administrou a diferença a seu favor no placar. Mesmo com os nordestinos tentando a todo custo virar o jogo, Vila Velha mateve a cabeça no lugar e fez a festa após a vitória na capital federal.

A Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB) em parceria com o Ministério do Esporte e tem a chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB).