Gilberto explica boa fase de Magrão na meta do Sport: Trabalho

por em às 13:29




Redação MeuSport
Com informações do site oficial

“O segredo do Magrão é trabalhar, trabalhar e trabalhar. Ou melhor, o segredo de um bom goleiro é, e sempre será, trabalho. É só com muita dedicação que os frutos vêm. Ou seja, jogar bem todas as partidas”, revela Gilberto Félix de Melo, preparador de goleiros do Sport.

Segundo Gilberto, ou melhor, Giba, como é conhecido na Ilha, trabalhar com Magrão é um grande privilégio para qualquer profissional.

“Trabalhar com ele, para mim, é uma grande honra, principalmente, eu que estou começando a minha carreira de treinador de goleiros. Magrão é um excelente goleiro e uma grande pessoa, além de ter uma história no clube. Já foi campeão, com o Sport, várias vezes e é visto como um ídolo, um grande líder no grupo”, afirmou o treinador.

Giba, no entanto, não esquece as criticas que tanto ele como Magrão receberam há alguns dias.

“Há uma semana falavam da idade do Magrão e criticaram o meu trabalho. Hoje, ele é um herói.  Defendeu três pênaltis, fez uma grande atuação no clássico. Méritos do Magrão e meu também, que trabalho o goleiro. Sei as dificuldades que ele tem e as necessidades que um goleiro experiente precisa”, desabafou o ex-jogador.

Segundo Giba ter atuado até 40 anos lhe trouxe experiências importantes a serem passadas para o goleiro do Sport. “Eu sei o que um goleiro precisa quando atinge certa idade. O problema é que ele gosta de trabalhar, gosta de ficar treinando. Normalmente, tenho que intervir e liberar ele. Caso contrário, fica o treino todo e acaba se arrebentando. Nos treinamentos, a gente sempre tira ele do treino porque ele sempre quer trabalhar”, afirmou.

O treinador de goleiro não se esquece de uma de suas “crias”, como o goleiro Flávio, da base do rubro-negro pernambucano.

“Salsa (como Flávio é conhecido no clube), eu peguei na base do Sport, agora ele já é profissional. Peguei ele para trabalhar, pois estávamos precisando de um goleiro para jogar o campeonato de Júnior. O garoto vem fazendo um grande trabalho na Taça BH e tá fazendo a diferença. Contra o Cruzeiro, defendeu pênaltis e fez o Sport continuar na competição. Hoje ele é o nosso quarto goleiro profissional”, finaliza Giba.

Perfil

Conhecido dentro do clube como Giba, o ex-goleiro Gilberto Félix de Melo começou sua trajetória profissional como arqueiro do rubro-negro. “Tive 22 anos de carreira como goleiro e tudo começou, aqui, na base do Sport”, lembrou.

Giba além de ter atuado no Leão da Ilha do Retiro, também mostrou seus talentos por outros grandes clubes do Brasil como o São Paulo, o Santos, o Ceará, o Bahia, entre outros. O ex-goleiro encerrou sua carreira em 2009.

A carreira de treinador de goleiro começou no Sete de Setembro, em 2010. O Sport veio depois, quando Giba foi convidado à trabalhar na categoria de base do clube. A oportunidade nos profissionais veio quando o antigo preparador, André Dias, recebeu um convite da Ponte Preta e aceitou, deixando o cargo vago, isso por volta de 2012.

Desde, então, Gilberto, vem “lapidando” os goleiros do Sport Club do Recife. “A intenção é ficar por muito tempo ajudando o clube ser, cada vez, maior”, finalizou Giba.