Copa PE – Leão e Salgueiro na final

por em às 7:27




O Sport está classificado à final da Copa Pernambuco. A vaga foi conseguida ontem, no Antônio Inácio de Souza, após o empate por 1×1 diante do Belo Jardim. Depois de eliminar o Calango do Agreste, agora o Leão da Ilha terá pela frente o Salgueiro, que no sábado passado voltou a golear a Cabense, dessa vez, por 6×0, no Cornélio de Barros, em Salgueiro, garantindo-se na decisão.

Apesar da vantagem do empate, o Sport começou a partida pressionando o adversário, explorando a velocidade do atacante Jaílson, que, aos 20 minutos, por pouco não abriu o marcador ao bater dentro da área para a boa defesa do goleiro Vantuir. Não demorou e, aos 22, foi a vez do goleiro Jéferson salvar o Sport ao defender com as pernas um chute à queima-roupa do meia Romildo.

Aos 35, após uma cobrança de falta de Marcos Tamandaré pela direita, o atacante Jaílson antecipou-se à zaga do Belo Jardim ficou e, numa bela cabeçada, abriu o marcador. A torcida rubro-negra ainda comemorava, quando, no minuto seguinte, o zagueiro Ricardo Rocha derrubou Romildo dentro da área, e o árbitro assinalou o pênalti. O atacante Valtecir foi para a cobrança e bateu alto, no meio do gol, empatando a partida para o Belo Jardim.

Precavido, o Sport passou a jogar de acordo com o regulamento, pois o empate interessava, segurando o Belo Jardim principalmente no campo adversário e gastando o tempo.

Aos 32 minutos, numa falha da defesa rubro-negra, Valtencir deixou Serjão na cara do gol, que chutou para a boa defesa de Jéferson. Já nos descontos, aos 46, Marco Pólo teve tudo para garantir a classificação do Calango do Agreste, quando de frente para o gol chutou alto, por cima da barra, para desespero de sua torcida, que veio em bom número de Belo Jardim prestigiar o time.

Belo Jardim: Vantuir, Carlos, Eduardo, Demir e Urbano, Mazinho (Penuca), George, Romildo e Marco Pólo, Valtencir e Serjão (Hugo). Técnico: José Ivan.

Sport: Jeferson, Marcos Tamandaré, Marcondes, Ricardo Rocha e Serginho, Fia, Marcos Cucaú, Juninho (Héider) e Clebson (Nau), Jaílson (Careca) e Flávio. Técnico: Neco.