PE Feminino – Leoas finalizam mal e ficam no empate

por em às 7:28




O Sport abusou de perder oportunidades claras de gol, ontem, no campo auxiliar da Ilha do Retiro, e acabou empatando com o Barreirense, por 0x0, na rodada inaugural do Campeonato Pernambucano de Futebol Feminino 2005. Se os gols não deram o ar da graça, a partida serviu para mostrar que o trabalho de renovação da categoria está a todo vapor. As duas equipes apresentaram aos torcedores, presentes em bom número ao redor do campo, garotas com bom potencial.

Mas o destaque da tarde foi, sem dúvida, a meia rubro-negra Lili. Aos 18 anos, a menina de 1,55 m, cujo sonho é ser convocada para atuar na seleção brasileira, mostrou uma boa colocação em campo, além de um leque variado de jogadas, sempre no intuito de deixar as companheiras na iminência de marcar. “É uma pena. Faltou apenas um gol. Mas criamos muito”, lamentou.

Para conquistar o seu sonho, Lili tem a convicção de que tudo vai depender de sua atuação no campeonato deste ano. “Se eu marcar gols e me mostrar preparada, posso ser convocada”, disse.


No primeiro tempo, principalmente usando o lado direito, com Lili e Raquel, criando ótimas jogadas, o Sport mostrou estar mais preparado do que o Barreirense. Este, por sua vez, esbanjava garotas corajosas, que não fugiam da responsabilidade e, vez por outra, estocavam as leoninas com certo perigo. O principal destaque pelo lado do time do interior foi a goleira Jack. Ela fez pelo menos cinco ótimas defesas, garantindo o 0x0 no placar.

No principal lance da etapa inicial, Charrilha foi lançada em velocidade e chutou. Jack rebateu, sobrando para França, que chutou na trave. No segundo tempo, o time leonino fez uma grande pressão, mas suas atacantes não estavam com a pontaria afiada. Na melhor oportunidade da fase final, novamente a dupla Charrilha e França aprontou. Num lance, inclusive, semelhante ao do primeiro tempo, Charrilha chutou, a bola tocou no travessão e, na sobra, França tocou por cima.

Sport: Ivete (Cacau), Keila, Girlei, Érica e Pombinha, Raquel, Lili, Wérica (Rosana) e Pituxa (Michelly), Charrilha e França. Técnico: Bruno Angeiras.

Barreirense:
Jack, Amidi, Bel, Naide e Tânia, Rute (Rafaela), Karina (Silvanete), Vânia e Lu (Jane), Cleide e Sirlene (Marineide). Técnico: João Francisco, Doca.

Árbitro: Jocel Correia.
Assistentes: André Quintino e Enéias Leite.
Cartões amarelos: Pombinha e Rafaela.

No encontro seguinte, o tradicional Cruzadinho venceu o União, por 6×1.