Incompleto, Sport ‘começa’ 2006

por em às 7:32




Hoje, às 15h30, começa à “meia-boca” a temporada 2006 para o time profissional do Sport. “Meia-boca” porque a apresentação será feita com apenas 14 jogadores e sem a contratação do técnico e com a ausência do provável novo chefe da preparação física, Márcio Corrêa. Além disso, o retorno do reduzido grupo foi adiado duas vezes – do dia 20 para 25 e de 25 para hoje, um mês e 21 dias após o susto de quase ter sido rebaixado à Série C do Brasileiro.

Nessa primeira etapa de trabalho, os jogadores passarão por testes físicos e exames médicos. São eles: o goleiro Magrão, os zagueiros Baggio e Leo Oliveira, o lateral-esquerdo Possato, o volante Leanderson e os atacantes Marco Antônio e Jadílson. A eles se somarão os que disputam a Copa Pernambuco – Marcos Tamandaré, Leo Paulista, Geraldo, Diego, Heider, Zé Paulo e Flávio. “As condições ainda estão meio precárias por causa das reformas nas vestiárias e no refeitório, mas precisamos começar a nossa preparação física”, diz o diretor de futebol Homero Lacerda.

Sem a definição do técnico, o planejamento, no entanto, não saiu do papel, já que a diretoria ainda não pôde ainda a anunciar a contratação do preparador físico Márcio Corrêa, ex-Brasiliense, e a elaboração de uma lista de reforços. “Estamos ansiosos, mas eles (os sondados) estão disputando ainda as suas competições. Espero poder anunciar esta semana”, explica Homero.

Os nomes mais cotados, na Ilha, são os de Giba, da Portuguesa, e de Estevam Soares, da Ponte Preta, que lutam com seus times pelo acesso à Série A e por uma vaga na Copa Sul-americana 2006, respectivamente. Estevam tem a vantagem de ter sido o capitão do time que foi campeão brasileiro em 1987, ao lado do seu companheiro de zaga, Marco Antônio. Homero não confirma, aumentando o mistério.

Já o orçamento rubro-negro sofrerá uma queda de quase 50%, caindo de R$ 550 mil (contando-se com os direitos de imagem e aluguel de passes) para R$ 300 mil. “Pode passar um pouco desse valor, mas com a garantia de que teremos como cobrir este gasto.” Sem competições lucrativas, o clube está devendo o salário de setembro a seus jogadores.