Fim do processo eleitoral deixa Branquinho aliviado

por em às 0:12




Depois de dois anos à frente do Sport, o presidente Severino Otávio (Branquinho) afirmou estar aliviado com o encerramento do processo eleitoral. “O alívio só não é completo porque não vou descansar totalmente, já que ficarei como vice de futebol”, afirmou o dirigente. Branquinho revelou que a reta final no Sport foi estressante. “Cheguei a tratar mal pessoas que não tinham nada a ver com os meus problemas”, disse.

Branquinho vai tirar um mês de férias do Sport, a partir do dia 5 de janeiro, data da aclamação do novo presidente, depois de dois anos de intenso trabalho, alegrias e dissabores no comando do Rubro-Negro. “Apesar de tudo, tive paciência na condução do processo eleitoral do clube. Quando todos pensavam que estava tudo muito lento, achamos o nome de Bivar, que apareceu como consenso”, declarou.

Apesar de alguns percalços na sua administração, Branquinho disse que entrega o cargo com o sentimento do dever cumprido. “Fiz tudo o que pude. Se aconteceu de ter errado em alguma coisa, é porque faltou competência.”

Vários ex-presidentes do clube compareceram para votar, entre eles Wanderson Lacerda, que disputou com Luciano Bivar a presidência executiva em dezembro de 2000. Dessa vez, Wanderson preferiu não disputar e também não aceitou o cargo de vice-presidente do Conselho Deliberativo, que lhe foi oferecido durante a formação da chapa.